sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Partida

Hoje acordei com vontade de chorar baixinho, ouvindo música velha e esquecendo o tempo. Memória de imagens bonitas e corriqueiras, daquelas pequeninas, que não valem um solo de guitarra. Não tenho a facilidade de antes para registrar aqui ou em qualquer lugar as oscilações que perpassam a realidade de uma partida. Ando, como sempre, vivendo um tempo de bagunça organizada, onde os fatos se sucedem com uma lógica que não é propriamente a que desejamos. E assim, meu céu vai assumindo um tom completamente ausente de sentido. Uma não-cor.

24 de Maio de 2008
Imagem capturada em http://3.bp.blogspot.com/_DfZYvGONIQ0/SDhc8vCGGeI/AAAAAAAAAiw/98T6w7sEHEU/s1600-h/nuvens+escuras.jpg

Nenhum comentário: