sábado, 9 de agosto de 2008

Wall-E

Wall-E talvez seja o personagem mais adorável que o cinema já criou até hoje. O protagonista do novo filme da Pixar é um robô que foi enviado à Terra para tentar limpar o planeta do lixo tóxico que ameaçou a humanidade e fez o local ser abandonado aos poucos. A solidão fez dele um ser único, quase humano, especialmente por suas expressões tristes e personalidade marcante.

Sua rotina é assolada pela chegada de Eva, uma robô muito evoluída que vem ao planeta em busca de sinais vegetais. Daí o filme dá uma guinada e se transforma em um romance tão doce e ingênuo que não há como não se encantar.

A novidade é que grande parte da trama é explicada por meio de imagens, sem diálogos. Mesmo com o uso econômico das palavras, o filme consegue emocionar e fazer rir. As cenas com a barata de estimação de Wall-E são as melhores e, como sempre, há referências "pop" espalhadas por toda a película.

O mais surpreendente, no entanto, é que algo tão essencialmente humano quanto o afeto tenha de ser reensinado aos humanos da história pelo robozinho. Entre no cinema, se ajeite na poltrona e deixe-se levar pela fantasia que só a animação é capaz de nos proporcionar.

No youtube há um monte de mini-vídeos que mostram Wall-E em situações muito engraçadas. Vai aí uma amostra grátis. Divirtam-se!



27 de junho de 2008

Nenhum comentário: