domingo, 21 de junho de 2009

Cenografias verdadeiras

Não!
Não é possível viver com os bolsos cheios de verdades e certezas. Tenho aprendido que é melhor não confundir estupidez com sinceridade, pois tenho sempre meias-verdades sobre os fatos. Acreditar na possibilidade de errar é o que me salva.

Talvez parar de apontar os dedos para os/as outros/as.
Talvez parar de me esquivar de minhas questões e olhar para os cenários de mim.

As verdades que habitam meus cenários só poderão ser vistas quando eu tocar o mundo com a humildade necessária para perceber que o/a outro/a é aquilo que eu posso ver.

Será que aceitar a limitação da verdade é estar mais próximo dela?

Imagem: Angélica D'Avila

Nenhum comentário: