quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Decreto nº 12.955

Quando eu morrer, "se o mundo não se acabar", quero silêncios sinceros, daqueles que não permitem publicações em sites e nem conjecturas a respeito das previsões sobre minha própria morte. Cessem textos de despedidas em orkut e caçadas por boas imagens de mim.
Que as homenagens póstumas se antecipem para que o agora não se perca no depois...

Imagem: El maestro de escuela, 1954 (René Magritte)

Nenhum comentário: