sábado, 31 de março de 2012

Abordagens Acadêmicas - A Mona Lisa do Diabo


Em 2002, por ocasião da minha graduação, havia uma matéria chamada “Aspectos sócio-culturais da imagem”. Um dos exercícios propostos pelo professor, na época, foi fazer uma análise semiótica do filme "O Advogado do Diabo".

Das tantas cenas do filme, uma em especial, conseguiu levantar uma discussão acalorada na turma. Nela, a mocinha aparecia nua de braços abertos e, dentro do contexto daquela narrativa, parecia referenciar a tradicional "pose" de Cristo na cruz.

Depois de várias conjecturas e referências a pensadores do naipe de Saussure, Pierce e outros tantos, alguém sugeriu que seria interessante chamar para a roda, uma pessoa que não estivesse a par da discussão que estava rolando para contribuir com a análise.

O guarda da Faculdade Artes Visuais foi eleito e convidado para fazer uma "leitura" da cena estudada e, indagado sobre o que ele via na imagem, colocou a mão no queixo e matutou durante vários minutos sem dizer uma palavra.

Acuado por uma sala inteira de alunos do curso de artes que o observava atentamente, depois de muito pensar, arriscou:

- "É a Mona Lisa?"

Imagem: Cena do filme "O Advogado do Diabo". Olhei aqui.

Nenhum comentário: