quarta-feira, 4 de julho de 2012

Diário de um Coração Vazio - Quinto Dia


"Estou solto no mundo largo.
Lúcido cavalo
com substância de anjo
circula através de mim."

Cinco dias depois e meu coração, ilhado, ainda não consegue preencher esses espaços vazios que se abrem dentro dos silêncios, das condenações pregressas. Penso no celular que escorrega pelos dedos esperando a ligação que não vem e viro para o lado precisando acreditar que é melhor o silêncio do que enfrentar a finitude alheia. Lembrar de tanto sol que havia ajuda a atravessar estes dias de esforço inútil acordando antes do próprio sol nascer.

"Sou varado pela noite, atravesso os lagos frios,
absorvo epopéia e carne,
bebo tudo,
desfaço tudo,
torno a criar, a esquecer-me:
durmo agora, recomeço ontem"

Imagem: Wolney Fernandes
Versos de Drummond

Nenhum comentário: