sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Pela beleza dos começos


Eu que gosto dos começos, no meio da viagem para o décimo andar do meu prédio, abro o livro e encontro isso aqui:

"era o homem mais triste do mundo, como numa lenda, diziam dele as pessoas da terra, impressionadas com a sua expressão e com o modo como partia as pedras na cabeça ou abria bichos com os dentes tão caninos de fome.

era o homem mais triste do mundo, diziam, incapaz de fazer mal a alguém, apenas metendo dó, com olhos de precipício como se vazios para onde as pessoas e as coisas caíam em desamparo. mas era impossível não os fitarmos, fascinados por eles como ficávamos..."

O livro é "Nosso Reino" do Valter Hugo Mãe.
Quem me emprestou foi o Walderes.
A foto é da Mariana Leme. Achei aqui.

Um comentário:

Carina Carvalho disse...

esse autor tem me perseguido.

tanto que um outro título, dele, está na minha bolsa.