quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Na janela do 10º andar

Aconteceu tudo muito rápido. Abri a cortina para escancarar a janela semi-aberta e mandar embora um pouco do calor deste primeiro dia do ano. Ao me virar, vi um beija-flor voar com aquela rapidez característica e adentrar pela sala do apartamento por alguns segundos apenas. Meio atônito com a visita inesperada continuei parado e quieto mesmo depois que ele se foi, desaparecendo entre as silhuetas dos prédios.

O susto fez meu coração bater na garganta e sinceramente perdi a noção de quanto tempo fiquei ali parado. Nesse intervalo fiquei imaginando como ele poderia ter chegado tão alto, pois moro no décimo andar!

Uma resposta me foi dada com a música de Flávio Venturini. Da letra, segundo a maravilhosa Adélia Prado, o que minha memória amou e vai eternizar foi:

O que faz o beija-flor
Ter lampejos cor do mar?
Quando eu penso em você
Meu desejo é navegar.

Imagem capturada em http://pt.wikipedia.org/wiki/Imagem:Beija-flor.jpg

Nenhum comentário: