terça-feira, 20 de outubro de 2009

Escrituras cotidianas

01. No banheiro masculino da Faculdade de Artes Visuais:
"O arqueiro que ultrapassa o alvo, falha tanto como aquele que não o alcança." (Montaigne)

02. No quadro de respostas de uma enquete feita no Shopping Flamboyant:
"Pergunta - O que é sustentabilidade?
Resposta - É o que nos sustenta pela bilidade."

03. Em um pedaço de papelão jogado na rua 04:
"O amor é bonito como uma flor, basta um pouco de calor."

04. Na contracapa de um livro garimpado no sebo:
"E pra dor da solidão o alívio custa mais a chegar."

05. No muro da quadra atrás do meu prédio:
"Preenchendo o vazio que tanto me incomoda"

Foto: Wolney Fernandes

2 comentários:

Luisa Dias disse...

Que olhar... O melhor é o da contracapa do livro, tão pessoal, tão de alguém, como é uma escritura. Abraços!

João Gabriel disse...

"E pra dor da solidão o alívio custa mais a chegar."

Atormentadoramente genial