quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Passageiro das Minas Gerais

Belos Horizontes das ladeiras de montanha russa;
Dos artesanatos de 40 reais;
Das rosas esquecidas em garrafas de plástico;
Das cores pulsantes dos Irmãos Lumiére;
Das camisas de tamanho único;
Das fotonovelas em feiras de antiguidades;
Das "risaiadas" em madrugadas sem fim;
Dos piqueniques no quarto, regados a vinho servido em copos e conversas descartáveis;

Imagens: Wolney Fernandes

Nenhum comentário: