quinta-feira, 24 de maio de 2012

Dias silenciosos


De repente há tanta coisa na minha cabeça e nenhuma palavra que dê conta. Elas se recusam. Elas fogem para um lugar onde não consigo alcançar, num esforço teimoso e completamente inédito de autopreservação.

Faço isso porque a sensação que tenho é de que tudo me afeta, tudo me atinge, tudo é uma pequena prévia do apocalipse. As coisas que me dizem, as coisas que não me dizem, as coisas que dizem, mas puxa vida! eu gostaria ter ouvido de outro jeito...

E assim, meus dias se tornam mais silenciosos do que o normal.


Imagem capturada em minhas navegações pela internet. Infelizmente sem os devidos créditos. Se alguém souber a autoria é só gritar!

Nenhum comentário: