segunda-feira, 9 de julho de 2012

Além do Espelho


Não gosto de escrever em dias em que me sinto estranho em relação ao resto do mundo. Parece carta de reclamação de um produto com defeito ou serviço ruim. Em dias assim, a rotina de casa para o trabalho só é interrompida por uma sessão de cinema e as músicas escolhidas pela melancolia composta em cada acorde lembram sonhos de aventura sempre adiados.

Como Alice, vivo querendo enxergar além do espelho. Vivo tentando seguir algum coelho apressado que me inspire curiosidade e me tire da inércia deste jardim seguro. Eu quero navegar, mas me fecho na falta de coragem de deixar o cais.

Imagem sem créditos.
Quem souber a autoria é só dizer!

Nenhum comentário: