domingo, 12 de agosto de 2012

No meio do canteiro central


Noite de sexta. Ela passa por mim apressada. Ele desce da moto do outro lado da avenida. O encontro explodindo faíscas aquece a noite fria. No meio do canteiro central eles matam as saudades com beijos e doçuras inaudíveis.

Imagem capturada aqui

Nenhum comentário: