sábado, 12 de janeiro de 2013

Vontades Poucas


Refiz o caminho dos anos descritos aqui e ao encarar o meu eu de antes encontrei beleza em quase tudo. Estou de bem com o passado.

Quanto ao eu de agora, já não sei. Apenas a certeza de me bastar com aquilo que tenho. E só. Amanheci o ano com vontades poucas. Desenhar mais, descobrir músicas que me embalem em caminhadas sem rumo pelo Centro, viajar para lugares desconhecidos e ler os poemas (tantos) que estão empoeirando na estante.

Coisas que, se não acontecerem, tudo bem e vai-se-indo.

Se o passado parece um rio profundo que tortuosamente segue seu curso entre remansos e corredeiras, o presente é como um córrego raso onde eu posso atravessar com a água nas canelas.

Foto: Wolney Fernandes

Um comentário:

Lari'Lissa Aisha disse...

é bom estar bem, o passado é parte do nosso mosaico. gostei *.*