terça-feira, 9 de julho de 2013

Notações sobre o silêncio


Em meio ao caos que habita o meu peito nas últimas semanas, tenho notado rastros de silêncio por aí:

"O silêncio fala"
[no facebook da Julia Mariano]

"Que silêncio alto!"
[na voz de quem gostou da peça "Uma Noite de Lua" de João Falcão]

"Há um silêncio no qual nenhum som se faz ouvir.
Há um silêncio no qual som algum pode existir"
[do filme "O Piano"]

"Criar o vazio em torno de si para encontrá-lo em si. Não ouvir mais ninguém, não dizer mais nada. Escutar o seu silêncio."
[no facebook do Sérgio Veleiro]

"Escuta, eu não quero contar-te o meu desejo
Quero apenas contar-te a minha ternura"
[do poema "Escuta" de Manoel Bandeira]

"Ouvido insone
motor de carros passando na rua;
buzina de carros;
buzina (buzina?) de trem passando longe;
latido de cachorro.
pingos;
tique-taque de relógio;
minha respiração;
pulsação do meu coração;
meus pensamentos."

Rua Fernando Esquerdo, 08/07/2013, 22h43
[no facebook da Késia Decoté]

"De repente a música parou e, na quietude da tarde eu pude ouvir o relógio de pulso no canto da mesa. Tive medo daquele silêncio em forma de tique-taque."
[eu, em uma nota no celular na tarde da última quinta-feira]

Foto roubada no Instagram do Raí Costa Filho. Porque nela o silêncio transborda em delicadezas difíceis de nomear.

3 comentários:

Elisa Trivelli disse...

O silêncio não existe.

Bastian Silva disse...

Deixo uma tradução (bem modesta) que eu fiz da música The Noise (O Barulho) de Regina Spektor. Não sei, achei adequada ao tema =)

Tradução:
'Todo o poder da minha voz não consegue se comparar
Com o poder de um baixo suspiro
Mesmo assim, é uma escolha e eu escolhi me enfurecer
Em vez de alguma vez ouvir quieta

(...)
Eu não consigo te ouvir através desse barulho

Todo o poder das minhas palavras não pode se comparar
Com o poder de uma resposta silenciosa
Ainda sim, é uma escolha e eu escolho me enraivecer
ignorando todas as respostas silenciosas

(...)

Eu não consigo te ouvir mais
(...)
Eu não consigo te ouvir através do barulho
Todo o barulho'

PS: Amei o blog *---*

Wolney Fernandes disse...

Ah, Bastian! Muito boa a sua notação sobre o silêncio. Encaixou direitinho. Que bom que gostou do blog. Fique a vontade para voltar sempre que desejar. Grande abraço e obrigado.