sexta-feira, 11 de julho de 2014

Duas notações de Ulysses


Duas notações sobre a aventura de ler Ulysses de James Joyce:

São 11 horas do dia 16 de junho de 1904. Estou no cemitério com Mr. Bloom.

"Dá pra você arranjar uma viúva moça aqui. Os homens gostam assim. Amor entre as lápides. Romeu. Tempero do prazer. No meio da morte estamos na vida. As duas pontas se atam. Tantalizante pros coitados dos mortos. Cheiro de bife grelhado pros famintos devorando as entranhas deles." [p. 235]

"Um sujeito podia viver com a sua solidão a vida inteira. Podia, sim. Ainda assim ele ia precisar de alguém para tapar a cova quando ele morrer mesmo que cavar ele consiga sozinho. Nós todos. Só o homem enterra. Não as formigas também. Primeira coisa que todo mundo pensa. Enterrar os mortos. Digamos que Robinson Crusoé seja realista. Bom então Sextafeira enterrou ele. Toda Sexta-feira enterra uma Quinta se você pensar direito." [p. 237]

Foto: Wolney Fernandes

Nenhum comentário: