quinta-feira, 7 de agosto de 2008

OntemHoje

Ontem tinha brilho de estrelas na noite de poucas nuvens. Vontade de quietude, separando ingredientes pelo cheiro e já imaginando a consistência da noite. Eu só penso em ser feliz no dia de hoje, quando a noite se esparrama preguiçosa feito planta-trepadeira em muros de azul e branco. Cheiros de frutas e ventos na varanda sobre a árvore que cobre o chão de folhas secas. Chuva de acordar, mais do que adormecer.

Hoje me abastece o afeto de muitos dias. Temos um conhecimento assim, que não carece de palavras. Basta olhar, olhar, para saber onde brota a dor e a alegria em cada um. Somos como essa paisagem que enfeita nossos sonhos, calma e cheia de harmonia. E merecemos cada segundo dessa afinada cumplicidade.

08 de Abril de 2008

Nenhum comentário: